13ª Semana-2018 – GDC Adult & Young

ACABANDO COM A FESTA DO DIABO.

(Última Parte)

TEXTO: Atos 16:16 ao 18
 
CRER, CONFIAR E DEPENDER (Cont.).
3 – O Apóstolo Paulo escolheu DEPENDER apenas de Deus.

  • Quando a moça que no capítulo 16 verso 1 é chamada de escrava, começou a declarar que Paulo e Silas eram servos do Deus Altíssimo e que eles anunciavam o caminho da salvação, eles poderiam se valer da fama que a moça tinha e assim dar ainda mais crédito ao que eles anunciavam.
        • Muitas vezes o inimigo nos coloca numa posição de evidência, para depois nos derrubar tornando muito difícil ou quase impossível a recuperação.

     

      • Ás vezes recebemos elogios do tipo:
        • “Você é tão jovem e prega tão bem!”
        • “Você toca muito!”
        • “Como seu casamento é maravilhoso!”
        • “Você é um homem maravilhoso, um exemplo!” – (Elogio vindo de outra mulher)
        • “Você é uma mulher maravilhosa, um exemplo!” – (Elogio vindo de outro homem)
  • Cuidado! Não se deixe distrair pelo reconhecimento que não venha de Deus.

CONCLUSÃO: Tomar atitudes drásticas (At.16:18).

  • Chega um momento em que assim como Paulo, precisamos confrontar e reprender as coisas que nos atrapalham de prosseguir.
  • E ao invés de ficarmos “inchados” com os reconhecimentos e elogios diabólicos é necessário termos discernimento do que vem de Deus e do que vem do Diabo, isso em todos os setores de nossa vida:
      • Financeira – Valorização ou recompensa por coisas ilícitas ou adquirido ilicitamente.
      • Social – Amizades e aproximação de pessoas cheias de “segundas intenções”
      • Emocional – Namoros ou “facilidades” para nos “enroscar” em um relacionamento de fornicação ou no caso de casados, adultério.
      • Recreativo – Diversões, hobbys, passeios, viagens, que nos afastem de Deus, das programações da igreja.
      • Espiritual – Excessos de elogios e de valorizações, tornando-nos orgulhosos de lago que não é nosso.

NA PRÓXIMA SEMANA : PRÍNCIPE OU GAFANHOTO, O QUE TU ÉS? - (1ª Parte)

Data de Aplicação: 18/04/2018

 

Por Pastor Gilberto Luis Cunha.

Deixe uma resposta