16ª Semana-2016 – GDC-Young

FLEUMÁTICO

CRESCENDO POR MEIO DA TENTAÇÃO.

(1ª Parte)

 
“Feliz é o homem que não cede e não pratica o mal quando é tentado, porque depois receberá como recompensa a coroa da vida que Deus prometeu àqueles que o amam.” (Tiago 1.12; BV)
 
“Minhas tentações têm sido minhas mestras em teologia,” Martinho Lutero
 
 
 
 

Toda tentação é uma oportunidade para fazer o bem.
No caminho do amadurecimento espiritual, cada tentação se torna um degrau, em vez de uma pedra de tropeço, quando você se dá conta de que é uma oportunidade tanto para fazer a coisa certa quanto a errada. A tentação apenas apresenta uma escolha. Embora a tentação seja a principal arma de Satanás para a destruição, Deus quer utilizá-la para fortificar você. Toda vez que você escolhe fazer o bem em vez de pecar, está desenvolvendo o caráter de Cristo.

Para compreender isso, você deve primeiro identificar as qualidades do caráter de Jesus.

Uma das mais sucintas descrições de seu caráter são o fruto do Espírito: “… mansidão e domínio próprio; e aqui não há conflito algum com as leis judaicas”.(Gálatas 5:22-23)

Essas nove qualidades são uma expansão do Grande Mandamento e fazem uma bela descrição de Jesus Cristo. Jesus é a perfeição do amor, da alegria, da paciência e de todos os outros frutos encarnados em uma única pessoa. Ter o fruto do Espírito Santo é ser semelhante a Cristo.

Como então o Espírito Santo produz em sua vida esse fruto com nove qualidades? Ele os cria instantaneamente? Será que algum dia, ao se levantar pela manhã, você será repentinamente preenchido de forma plena por essas características? NÃO.

O fruto sempre se desenvolve e amadurece lentamente.

A próxima frase é uma das mais importantes verdades espirituais que você pode aprender:

Deus desenvolve o fruto do Espírito em sua vida, permitindo que você passe por situações nas quais é tentado a exteriorizar uma característica exatamente oposta! O desenvolvimento do caráter sempre envolve uma escolha, e a tentação supre a oportunidade.

Por exemplo: Deus nos ensina a amar, pondo pessoas desagradáveis ao nosso redor. Amar pessoas agradáveis que ainda por cima nos amam não exige nenhum caráter. Deus nos ensina a verdadeira alegria no meio da aflição quando nos voltamos para ele. A felicidade depende de circunstâncias externas, mas a alegria se baseia no seu relacionamento com Deus.

Deus faz a verdadeira paz desabrochar dentro de nós, não fazendo que tudo saia como planejamos, mas permitindo períodos de caos e confusão. Qualquer um pode ficar tranquilo observando um belo pôr-do-sol ou relaxando durante as férias. Aprendemos a verdadeira paz quando optamos por confiar em Deus em situações nas quais somos tentados a ficar preocupados ou temerosos.

Da mesma forma, a paciência é cultivada em situações nas quais somos forçados a esperar, enfrentando a tentação de nos revoltar por causa de nosso pavio curto. Deus utiliza a situação oposta de cada aspecto do fruto para nos permitir fazer uma escolha. Você não pode afirmar que é bom, se jamais foi tentado a ser mau. Não pode se dizer fiel, se nunca teve a oportunidade de ser infiel. A integridade é construída ao se derrotar a tentação da desonestidade, a humildade cresce quando nos recusamos a ser arrogantes e a resistência se desenvolve toda vez que resistimos à tentação de desistir. Cada vez que você derrota uma tentação, torna-se mais semelhante a Jesus.

Programado para Terça-feira 10/05/2016.

NA PRÓXIMA SEMANA:

 

  • Como a Tentação Funciona

Fonte: http://pt.slideshare.net/paulopooljr/uma-vida-com-propositos?related=1

Adaptado Por: Pr.Gilberto Luis Cunha.

Deixe uma resposta