21ª Semana-2017 – GDC Adult & Young

UMA NAÇÃO QUE CHORA. 

(1ª Parte)

Diz-se que a atual situação do Brasil é a pior e mais delicada de todos os tempos. É como se em algum momento de nossa história, tivéssemos cavado bem na sala de estar ou na cozinha um sumidouro ou fossa para escondermos os “dejetos” repugnantes que eram produzidos por nós mesmos. Agora, a fossa transbordou, atingiu seu limite e todos os “dejetos” repugnantes e fétidos não param de escorrer pela sala e na tentativa de resolver o problema chama-se um “caminhão para esgotar”, porém, já sabemos que isso não irá resolver, será apenas um paliativo por um instante, em breve irá transbordar novamente.
A vergonha tomou conta do país e dos brasileiros, então surge à pergunta: SERÁ QUE TEM JEITO? A resposta como sempre está na Palavra de Deus.

TEXTO: 2 Crônicas 7:11-18
Por ocasião da dedicação do Templo de Jerusalém, no reinado de Salomão, o Senhor fez uma promessa ao povo de Israel (aplicável à também à nossa nação). Quando estivessem em dificuldades, enfrentando períodos de seca e esterilidade, bastaria dirigir um clamor ao Senhor que a resposta viria. Contudo, Deus estabeleceu algumas condições para que a sua bênção fosse derramada, como veremos a seguir:
 

I. A NECESSIDADE DE SE HUMILHAR E BUSCAR A DEUS
1. Deus é grande, o homem é limitado.

  • O caminho da humildade passa pelo reconhecimento humano da infinita grandeza divina, seu imenso poder e sua glória suprema.
  • Quando Jó questionou ao Senhor, foi surpreendido por uma sequência reveladora de perguntas divinas que o levaram a ter consciência da magnificência, grandiosidade e sabedoria de Deus (Jó 38 — 41). Ao refletir acerca da grandeza de Deus, Jó caiu em si, reconheceu a sua limitação, arrependeu-se e submeteu-se completamente ao propósito divino para sua vida (Jó 42.1-6).
  • É muita ingenuidade e cegueira principalmente espiritual se pensarmos que apenas com o voto nas urnas todos os problemas cessarão. É preciso que haja uma mudança de atitudes e isso começa pelo povo até chegar aos governantes. E só tem um capaz de converter e transformar um corrupto, num “Filho de Abraão (Zaqueu)”, um ladrão, num cidadão celestial (ladrão da Cruz), um enganador, num homem honrado (Jacó)… Somente Deus tem esse poder transformador.

2. A necessidade da humildade.

  • Ao falar com o povo, Deus afirmou que, no caso de ocorrer um afastamento entre ambos, o que provocaria seca, fome, pragas, etc., o povo deveria reconhecer seu erro e desobediência aos preceitos da Lei de Deus e se humilhar.

3. A busca pela presença de Deus.

  • Após chegar à presença de Deus com humildade, a recomendação divina para a restauração de seu povo é orar, suplicar e buscar a face d’Ele.
      • Buscar a face de Deus não é apenas manter com Ele uma conversa amena, ou colocar petições e pedidos diante d’Ele. É um desejo intenso de conhecê-Lo. Isso demanda tempo e esforço do homem, pois muitas vezes será necessário abrir mão do conforto físico, de algum tempo de lazer e até mesmo dos próprios planos.

COMO IGREJA DE CRISTO, PRECISAMOS CLAMAR E MAIS DO QUE ISSO, BUSCAR A FACE DO SENHOR PARA PODERMOS SUPLICAR POR NOSSA NAÇÃO.
 

NA PRÓXIMA SEMANA: UMA NAÇÃO QUE CHORA. – 2ª Parte

Data de Aplicação: 14/06/2017



Fonte:https://arautodecristo.com/2012/07/23/estudo-biblico-se-meu-povo-orar-deus/

Adaptado: Pr.Gilberto Luis Cunha.

Deixe uma resposta