21ª Semana-2018 – GDC Adult & Young

UMA DECISÃO: EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR.

(Única Parte)

QUEBRA GELO: O que significa tomar uma decisão?
Uma decisão pode afetar não só o seu futuro, mas o futuro de sua família e de pessoas que estão à sua volta.

TEXTO: Josué 24:14 ao 18
 
Neste texto, Josué chama o povo para fazer uma decisão do que eles queriam para a vida deles e de suas famílias. Trazendo para os nossos dias, Deus nos chama para a mesma decisão: servir ao Senhor seriamente ou não?
A reposta a esta pergunta afetará, diretamente, se receberemos bênçãos sobre a nossa família ou não.

ENTÃO, O QUE FAZER PARA QUE NÓS E NOSSA CASA ESTEJAMOS FIRMES EM SERVIR A DEUS?

1 – Precisamos estar atentos a voz de Deus:
• Como podemos ouvir a Deus?

2 – Precisamos temer ao Senhor:
• Por que temer ao Senhor é importante?

3 – Precisamos servir com sinceridade:
• Como é possível estarmos servindo a Deus sem sinceridade?

4 – Precisamos retirar da nossa vida todos os “deuses estranhos” (tudo o que está roubando o nosso tempo):
• O que tem tomado o nosso tempo?

5 – Precisamos não cometer os mesmos erros de antes:
• Por quê?

6 – Precisamos ser firmes em nossa direção e não abrir mão dela:
• O que pode nos fazer desistir de permanecermos firmes em servir a Deus?

CONCLUSÃO:
Se nós continuarmos a fazer como estávamos fazendo, continuaremos a viver o que estamos vivendo. Precisamos tomar uma decisão, hoje, de mudarmos as nossas atitudes para viver o melhor desta terra. Pois, quando tomamos a decisão de servir ao Senhor, toda a nossa família estará na presença de Deus, as promessas se cumprirão, os nossos opressores serão feridos, haverá libertação, nossa família será retirada do “deserto”, nenhuma maldição prevalecerá sobre nós e bênçãos inesperadas virão sobre nossa família.

NA PRÓXIMA SEMANA : VOLTANDO PARA CASA - (1ª Parte)

Data de Aplicação: 13/06/2018

 

Fonte:http://uncaodocrescimento.com.br/site/wp-content/uploads/2016/08/23-08-2016-Uma-decis%C3%A3o-eu-e-minha-casa-serviremos-ao-Senhor.pdf

Adaptado: Pr.Gilberto Luis Cunha.

Deixe uma resposta