2ª Semana-2018 – GDC Adult & Young

FRUTIFICANDO EM CRISTO.

(1ª Parte)

O verdadeiro significado da fé cristã, uma fé realmente operosa, frutífera, não escapista ou de refúgio. Uma fé que se prova por uma vida de ação, atuante, transformadora. Este é o verdadeiro propósito da vida cristã.

A atitude de frutificar é uma ordem bíblica. O Senhor tem uma expectativa de que a vida de seus discípulos seja frutífera, como diz em João 15: 16 “...para que vades e dês frutos e o vosso fruto permaneça…”. A fé precisa ser provada por frutos. Esses frutos não são apenas os espelhados pelas virtudes que devem marcar o caráter cristão, mas também pela vida reprodutiva onde um discípulo gera outros discípulos. Uma fé somente contemplativa, um misticismo ascético, separado e distante da realidade do dia a dia, é algo totalmente equivocado e estranho ao mandamento do Senhor, é religiosidade estéril. Tiago declara que a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma (Tg 2: 17).

 
 

A NECESSIDADE DE FRUTIFICAR.

— O que significa frutificar?
O relacionamento entre Jesus e Seus discípulos não é um fim em si mesmo, mas possui uma finalidade específica: dar frutos. O Novo Dicionário Aurélio nos relata que frutificar tem três significados básicos: “dar frutos; produzir resultado vantajoso; dar utilidade, benefício, produzir lucro”.

Na natureza, vemos os animais e plantas vivendo a frutificação para perpetuarem suas espécies, pois frutificar é a capacidade de gerar outro da mesma espécie. Com isto, a existência de um novo discípulo de Cristo dependerá da frutificação de outro discípulo. Infelizmente alguns cristãos ainda pensam que ganhar vidas para o Reino de Deus é tarefa só para líderes.

— A necessidade de permanecer.
Examinando o texto base de João 15: 1-27 encontramos o verbo “permanecer” 12 vezes, sendo que em 9 formas verbais diferentes. A repetição do verbo nos mostra que, para Jesus, a permanência do discípulo de Jesus no seu relacionamento com Ele é de suma importância para se alcançar uma vida frutífera.

O conteúdo principal do relacionamento entre Jesus e os seus discípulos não é o êxtase emocional, mas o amor. Permanecer em Cristo significa permanecer no Seu amor. E permanece no amor quem obedece os mandamentos do Senhor (permanece nas Suas palavras).

— PERGUNTAS PARA DEBATE NO GDC:

  • Segundo João 15: 1-27, quais os obstáculos à uma vida frutífera?
      • Não frutifica aquele que não permanece no Seu amor, não obedece Suas Palavras e aquele que não se deixa ser tratado pelo Espírito Santo (limpo) em seu caráter e princípios.
  • Existe para o cristão a opção de frutificar ou não? Por quê?
      • Frutificar não é uma opção para o cristão e, sim, seu principal objetivo e missão. O cristão que não frutifica é comparado pelo Senhor ao sal sem sabor e à luz que não ilumina (Mt 5: 13-16).
  • Como justificar a coexistência entre privilégio (estarmos limpos) e responsabilidade (darmos fruto)?
      • Não há como existir privilégios sem responsabilidade. No relacionamento entre Jesus e Seus discípulos há dois pesos: o da graça e o do juízo. Se por um lado desfrutamos da graça – “vós já estais limpos” -, por outro, recebemos uma missão – “vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça”.

DICA: Consolidar é formar vínculos de amizade. Um novo convertido só se consolidará na célula se for envolvido em amizade.

 
 

NA PRÓXIMA SEMANA : FRUTIFICANDO EM CRISTO – (2ª Parte)

Data de Aplicação: 24/01/2018

Fonte:http://minhacelula1.webnode.com/products/frutificando-em-cristo-a-necessidade-de-frutificar/

Adaptado: Pr.Gilberto Luis Cunha.

  1. campo grande rio de janeiro dani
    campo grande rio de janeiro dani07-11-2018

    parabéns pelo conteúdo obrigada viu!!!

Deixe uma resposta