6ª e 7ª Semana-2015

FLEUMÁTICO

 
 

CONFRONTANDO OS INIMIGOS
DA CRUZ DE CRISTO.

 

Pois, como já lhes disse repetidas vezes, e agora repito com lágrimas, há muitos que vivem como inimigos da cruz de Cristo. (Fl.3:18)

A cruz de Cristo é o ponto central da fé cristã: sem ela não pode haver cristianismo.

 
 
OBJETIVOS:
• Conscientizar-se a respeito da necessidade de se manter firme em Cristo.
• Saber quais são os inimigos da cruz de Cristo.
Quem poupa o Lobo… Sacrifica a Ovelha.”
• Aprender a respeito do futuro glorioso daqueles que amam a cruz de Cristo.

I. EXORTAÇÃO À FIRMEZA EM CRISTO .
“Irmãos sigam unidos o meu exemplo e observem os que vivem de acordo com o padrão que lhes apresentamos.” (Fl.3:17)

Das advertências de Paulo à igreja em Filipos, a exortação para que permanecessem firmes na fé e mantivessem a alegria que a nova vida em Cristo proporciona, é uma das mais importantes.

O apóstolo assim os estimula, por estar ciente dos falsos cristãos que haviam se infiltrado no seio da igreja. Tais eram, de fato, inimigos da cruz de Cristo.

UMA PERGUNTA:

— Como podemos nos manter firme em Cristo?
O que adianta alguém aceitar a Jesus e servir a Deus por vinte anos, e depois abandonar a fé e desviar-se, essa pessoa perderá a salvação.

Quando aceitamos a Cristo, O aceitamos para toda a vida e não com prazo de validade, por dez, vinte ou trinta anos. A nossa salvação estará garantida se permanecermos firmes até o fim.
Não é fácil manter-se firme em Jesus. Muitas lutas e batalhas enfrentamos em nossa jornada de fé. O inimigo se levanta para nos tirar da presença de Deus, mas temos que nos manter firmes para alcançarmos a nossa salvação.

Motivo de orgulho e ao mesmo tempo pretexto pra fraqueza, O TEMPO de conversão pode ser uma enorme brecha para o relaxamento na Fé.
Normalmente, o cristão inicia sua caminhada, cheio de vigor, vontade, atitude e fé. Mas ao longo da caminhada vai deduzindo que está mais “maduro e experiente”…

• Então já não tem mais a mesma alegria e o mesmo empenho na sua vida cristã.

• Já não tem mais a mesma “sede” por Palavra.
• Já não ora mais tanto, pois, entende que está mais “forte” pelo fato de já estar caminhando a dez ou vinte anos.

• Sua assiduidade nos cultos em geral já não é mais a mesma, principalmente nos cultos de ensino e oração, isso por entender que o TEMPO DE CRENTE o elevou a um patamar acima.

• Sob alegação de que já fez muito na Obra do Senhor, ignora aos poucos o “IDE E FAZEI DISCÍPULOS” de Jesus.

• E por fim, abre mão de ser pastoreado deduzindo que não há mais necessidade disso, afinal, é um “crente experimentado” e não precisa de mais alguém pra lhe dizer o que tem ou não de fazer.

— Isso ocorre mesmo ele estando ligado a uma igreja, porém, não concorda, não obedece e ignora totalmente as ideias, visões projetos e estratégias estipuladas pela sua liderança, pois, se julga independente em sua fé e já não necessita mais estar debaixo de autoridade, afinal, segundo seu entendimento, tem pleno discernimento te tudo e de todos… Se autodenomina UM CRENTE PERFEITO!

“Que o Senhor nos dê forças para fazermos do tempo um aliado para nosso crescimento e amadurecimento, e não para a acomodação espiritual que nos conduz ao abismo, ou seja, ao inferno.” 

(Bispo Sérgio Correia)

> Relembre atitudes que você tinha no início de sua caminhada e com o passar do tempo foram abandonadas, mas que precisam ser retomadas. Compartilhe-as com o grupo para que haja um alerta e também edificação a todos.

Fonte:http://pt.slideshare.net/prmoisessampaio/confrontando-os-inimigos-da-cruz-de-cristo?related=3     
Adaptado Por: Pr.Gilberto Luis Cunha.

Deixe uma resposta